Diário

Em tempos de grande crise, uma boa notícia.

Uma equipa mista de portugueses e brasileiros, estudou, compilou e vai agora publicar a obra do padre António Vieira em 30 Volumes.
Deixo a fonte da notícia abaixo para que a possam ler e saber que nem tudo é desgraça cá pelo nosso infeliz país. Mas hoje não falemos da crise para não soar a mentira de dia um de abril.
http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=30&did=102315
Bem sabemos que o padre jesuíta foi um dos maiores autores da língua portuguesa e nunca foi devidamente reconhecido pelos programas escolares, talvez por termos uma constituição laica e com muitas influências revolucionárias e a pertença à estrutura da igreja o tenha deixado mal colocado para ser ensinado no pós vinte cinco de abril.
Como diz a notícia vários autores da nossa língua afirmam que ele era um dos melhores utilizadores dela. Do que conhecemos e admitamos não ser muito, achamos que o padre António Vieira era um belíssimo escritor e que muito do que escreveu era para ser transmitido de uma forma oral, sob a forma de sermões e outras alocuções aos cristianizáveis.
Gostamos muitos de algumas coisas que já lemos e que revelavam nele um cidadão atento à conjuntura da época e que sabia opor-se ao sistema da altura com atitude contestatária e apostava na defesa dos mais desfavorecidos.
Hoje em Portugal precisaríamos de gente que fizesse as suas pregações mas para que as pessoas entendessem o que tem de mudar neste mundo onde a cultura quase fica sem verbas e onde as boas notícias só existem sob a forma de falsos comunicados, como o de hoje enviado para as redações e agências noticiosas.
http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=30&did=102306
Aqui o deixei para que possam ler ao desnorte que chegámos neste amaldiçoado país de incompetentes e outros maldosos cidadãos. Veremos se o comunicado foi feito por gente do governo para enganar o povo e os agentes culturais ou se foi feito por alguém só para colocar os serviços da secretaria de estado ao ridículo. Tanto uma atitude como a outra são dignas de crítica e repudio.
PENA QUE NESTE TRISTE E POBRE PAÍS NÃO EXISTAM MAIS PESSOAS COMO O PADRE ANTÓNIO VIEIRA E MENOS COMO OS NOSSOS ATUAIS E PASSADOS GOVERNANTES DAS ULTIMAS TRÊS DECADAS:

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *