Diário

A suspensão governativa, aguardando pela sentença do TC.

Parece que temos as ações governativas suspensas, sine-die, até que os juízes resolvam dizer qualquer coisita sobre a constitucionalidade do OE de 2013.
Hoje domingo de Páscoa e com mais vagar para perscrutar a imprensa escrita, encontrei esta noticia do Sol, jornal pelo qual não morro de amores, mas demos o beneficio da dúvida.
http://sol.sapo.pt/inicio/Politica/Interior.aspx?content_id=72034
Esta gentinha, políticos de pacotilha, o que ainda estarão à espera para fazer a única coisa digna que podem fazer, demitir-se? Se nesta situação de crise profunda, andam ainda com paragens governativas, aguardando pelo TC, como se este possa ser depois responsabilizado pela inconstitucionalidade do OE. É o mesmo que não existirem como governo. Mais, o TC não poderá nunca ser responsabilizado pela coisa, já que este é um tribunal que apenas faz a verificação se o OE está ou não de acordo com o texto constitucional. Não estando só há uma sentença a proferir, INCONTITUCIONAL, só faltando que depois façam como o ano passado. Pois sim senhor, é inconstitucional, portanto ilegal, mas a bem da causa pública ficará assim. Se assim for, veremos que este governo é de uma incompetência tecnica sem precedentes, só sabe fazer orçamentos inconstitucionais. A responsabilidade dessa situação só pode ser assacada a uma entidade, O GOVERNO.
Isto seria a clara suspensão da democracia e o não regular funcionamento das instituições democráticas. O que obrigaria o presidente da república a ter de tomar medidas e a demitir o governo. Só nos faltava que este governo só fizesse orçamentos inconstitucionais e ainda assim a coisa avançasse como de normal situação se tratasse.
Esta gente, que antes queria alterar a constituição, depois achou que não era necessário, agora solucionava isso com a solução de fazer orçamentos inconstitucionais mas que passariam sempre com a conivência do TC. Tinha muita piada, agora isso, ser tratado assim todos os anos.
Há pessoas que falam que este governo tem de manter-se em funções a bem de uma estabilidade e o não cair na “italianice” da ingovernabilidade e para que não falte o dinheiro para o dia-a-dia. Julgo que estas pessoas não saberão ao certo do que falam e estão apenas atormentadas com a demagogia que os governantes e seus acólitos vão fazendo. Pois mais instabilidade que a que está instalada não pode haver. Basta ouvir o que dizem várias pessoas ligadas ao PSD ou ao CDS, este último vai pedindo a remodelação apenas para não ser acusado de causador da desgraça, mas está claramente mais fora que dentro. Já o PSD tem gente a dizer que este governo está morto.
Pois a consequência disto tudo é que os tais 2.800M€ do próximo desembolso da Troika, parece que não avançarão sem a apresentação do plano de cortes, ou seja a tal relatório de enquadramento orçamental a entregar na UE. Será que vai faltar o dinheiro já este proximo mês para pagar os tais ordenados e reformas? Nada disso, podemos manter a calma, ainda não está para já, mas garantidamente, necessitaremos de outro resgate ou ir aos mercados a dez anos com taxas de juro acima dos 7%, é só escolher a que forca queremos submeter o pescoço.
Entretanto a Alemanha, vai amealhando uns milhões na poupança de pagamento com juros, eles ao contrário de nós vão-se financiando mais barato e atirando com esse ganho para nós sob a forma de perda.
http://sol.sapo.pt/inicio/Internacional/Interior.aspx?content_id=72040
Esta é a Europa que se pretendia solidária e não o é. É a Europa da Alemanha, da Finlândia e da Holanda a sujeitarem os países do sul ao castigo por serem pobres e terem usado os financiamentos que quase lhes enfiaram pela goela abaixo, para comprar os produtos à Alemanha. Mas que diga-se é a Europa de Passos e Gaspar, pelo menos a que sempre defenderam, acusando os Gregos de incumpridores.
POIS SE AGUENTAMOS A SUSPENSÃO DA GOVERNAÇÃO, MELHOR AGUENTAREMOS UMA GOVERNAÇÃO DE GESTÃO E ELEIÇÕES.
LOGO SE VERÁ A QUE RESULTADOS LEVARÃO, PSD/CDS; PSD/PS; PS/CDS; PS/BE; PS/CDU/BE? SÃO MUITAS AS HIPOTESES DE COLIGAÇÃO SE O PS NÃO TIVER MAIORIA ABSOLUTA, SITUAÇÃO ESSA DE AUSÊNCIA DE MAIORIA ABSOLUTA QUE MUITO NOS AGRADARIA, PARA VER A QUEM COLARIAM.
ISTO QUE TEMOS É QUE É INSUSTENTÁVEL.

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *