Diário

Dia terrível, “mísera sorte, estranha condição” a minha e a dos portugueses que não são ricos.

Hoje após un dia de trabalho bem intenso e cansativo, com muitos assuntos complicados para resolver na mente, sem vontade de prestar muita atenção às notícias do país. Ainda assim dei uma vista de olhos rápida no DEO que o ministro Gaspar apresentou no parlamento.
Ver noticia do Expresso ( DEO incluido)

Parece-me um desfiar de desejos para o futuro, sem explicar muito bem como e um arrolar de números do passado. Parece-me que se gastou muito tempo a fazer este inócuo documento. Não entendo muito bem a necessidade de um documento que apenas “documenta” numeros passados e prevê numeros futuros, mas sem definir com exatidão cada conta de “per si”. Em resumo generalidades previsionais e nada de concreto em termos de medidas. Esperemos que este documento em termos de previsões seja diferente de todas as outras previsões de Gaspar, parece-nos que errou todas, veremos se agora será diferente.

Por tudo isto revisito Pessoa num dos seus heterónimos e deixo aqui este poema:

Estou Cansado
Estou cansado, é claro,
Porque, a certa altura, a gente tem que estar cansado.
De que estou cansado, não sei:
De nada me serviria sabê-lo,
Pois o cansaço fica na mesma.
A ferida dói como dói
E não em função da causa que a produziu.
Sim, estou cansado,
E um pouco sorridente
De o cansaço ser só isto —
Uma vontade de sono no corpo,
Um desejo de não pensar na alma,
E por cima de tudo uma transparência lúcida
Do entendimento retrospectivo…
E a luxúria única de não ter já esperanças?
Sou inteligente; eis tudo.
Tenho visto muito e entendido muito o que tenho visto,
E há um certo prazer até no cansaço que isto nos dá,
Que afinal a cabeça sempre serve para qualquer coisa.

Álvaro de Campos, in “Poemas”
Heterónimo de Fernando Pessoa

A VIDA DOS PORTUGUESES NUNCA FOI TÃO DIFICIL DESDE QUE TÊM DEMOCRACIA, TRISTES POLÍTICAS E SEUS EXECUTANTES QUE ATÉ AQUI NOS TROUXERAM. DIGO TODOS OS POLÍTICOS SEM EXCEÇÃO, PELO MENOS DESDE 1986.

O PIOR DE TUDO O QUE VEMOS É CERTAMENTE A FALTA DE VONTADE DE QUEM HOJE NOS GOVERNA, NA EUROPA E EM PORTUGAL, PARA PERANTE AS EMPOBRECEDORAS MEDIDAS, APENAS NELAS, VEREM SOLUÇÃO PARA O FUTURO E SÓ COM ELAS SONHAREM PARA CORRIGIR AS FINANÇAS, ESQUECENDO QUE UM PAÍS POBRE E CARENTE, APENAS PODE GERAR CIDADÃOS MENOS FORMADOS E COMO TAL MAIS ATREITOS A SER POBRES.

COM MAIS POBRES, MENOS ECONOMIA, COM MENOS ECONOMIA, MAIS DIFICULDADE EM PAGAR DIVIDAS. ESTA GOVERNAÇÃO TEM AINDA ASSIM CONSEGUIDO FAZER AUMENTAR ALGUNS INDICADORES, A TAXA DE SUICIDIO, A FALTA DE ESPERANÇA, O ABANDONO ESCOLAR, A POBREZA, O DESEMPREGO. ASSIM NUNCA LÁ CHEGAREMOS.

ESTOU CANSADO E MUITO…………………..

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *