Poesia

O acerto possivél

Quando o desejado se mostra inatingível
As escolhas ficam fáceis, aceita-se menos.
Com sorrisos tristes, disfarça-se a perda
Decide-se novo rumo, agora mais possível.

Com o pensamento em ti, a vida avança
Bebendo mágoa, saciando a sede ao peito.
Menos feliz o coração, mais calma a mente,
Dentro do menos, escolhe-se temperança.

Noutro caminho nos vai o tempo levar,
Na curta vida és só desejo inalcançável,
A Deus peço para certa maldade relevar.

Já são longos anos, muitos, em que sofria
Eras desejado acerto, deveras impossível
Mas sabes? Eras tu, quem eu mais queria.

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *