Poesia

Dias de nuvens

Neste hoje, tempo de cinzentas cores
Vamos vivendo com agre sabor na boca,
Se somos mais arrojados ou atrevidos,
Não admitindo ser pelo bando, absorvidos,
Logo seremos acusados de ter cabeça louca.

Pois não liguemos ao tal ignóbil bando
Guiemo-nos por individuais e livres pensamentos
Avançando corajosos na direção de boa causa,
Cultivando-se a cada dia mais sem qualquer pausa
Opinando sabiamente em todos o fóruns e momentos.

É que há muitos que não vivem, arrastam-se até morrer.
No aceitar ser explorados são colaborantes primeiros,
Não se revoltam, não questionam, aceitam tranquilamente,
Culpam sempre os outros, esquecem seu votar estupidamente
E que funcionam como animais, mas desses, são autênticos carneiros.

Dinis Jesus – 25-04-2014

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *