Poesia

UM HOMEM SÓ NO SEGREDO

Um homem só no segredo
sabe um segredo profundo:
nunca está só nem tem medo
quem ama os homens e o mundo.

Carlos Aboim Inglez

Poema escrito, em segredo, com um prego na parede das casamatas de Caxias, em Dezembro de 1959.

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *