Poesia

Meu segredo

Como lua, brilhas no escuro do meu céu
como fogo, és calor no frio dos meus dias
como gatilho, disparas minhas ideias vadias
como rede, prendes meu amar em doce véu.

Sim… amo-te no segredo de uma certa clandestinidade
amor calado, de um desejo intenso, próximo da insanidade.

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *