Diário, Poesia

Valeu a pena

Com voz serena – perguntaram-me ao ouvido
Valeu a pena – vir ao mundo e ter nascido
Com lealdade – vou responder, mas primeiro

Consultei meu travesseiro – sobre a verdade
Tive porém, que lembrar o meu passado
Horas boas do meu fado – e as más também

Valeu a pena – ter vivido o que vivi
Valeu a pena – ter sofrido o que sofri
Valeu a pena – ter amado quem amei
Ter beijado quem beijei – valeu a pena

Valeu a pena – ter sonhado o que sonhei
Valeu a pena – ter passado o que passei

Valeu a pena – conhecer quem conheci
Ter sentido o que senti – valeu a pena
Valeu a pena – ter cantado o que cantei
Ter chorado o que chorei – valeu a pena

Valeu a pena – ter vivido o que vivi
Valeu a pena – ter sofrido o que sofri
Valeu a pena – ter amado quem amei
Ter beijado quem beijei – valeu a pena

Valeu a pena – ter amado quem amei
Ter beijado quem beijei – valeu a pena

«Mário Moniz Pereira»

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *