Os bons não morrem nunca…
São, como dizia Camões: “(…) aqueles que por obras valerosas se vão da lei da morte libertando, (…)”

Assim Galeano viverá noutra dimensão, uma onde não poderá ser visto nem escutado presencialmente, e não morrerá jamais. Não morrerá, a sua obra permanecerá para sempre viva. OS BONS NÃO MORREM NUNCA…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *